top of page

SOBRAMH reforça em treinamento a importância do engajamento entre os profissionais e pacientes


Atender o paciente com boas práticas assistenciais é fundamental durante o período de internação. Em contrapartida, promover a qualidade nos serviços, envolvendo profissionais de saúde, paciente e seus familiares contribui com o processo de recuperação e satisfação do paciente.


Com esse foco, a Sociedade Brasileira de Medicina Hospitalar (SOBRAMH), promoveu nesta segunda-feira (12) uma capacitação, abordando o tema: Ferramentas da Equipe Multidisciplinar para Participação do Paciente no Cuidado Seguro.

O treinamento foi conduzido pela Mestre em Enfermagem e Membro da Rede Brasileira de Enfermagem e Segurança do Paciente (REBRAENSP) no pólo de Goiás (GO) e da Sociedade Brasileira para a Qualidade do Cuidado e Segurança do Paciente (SOBRASP), Thaisa Cristina Afonso.


Durante o treinamento, foram destacadas etapas que contribuem na tomada de decisão compartilhada para o bem-estar do paciente, entre elas, o envolvimento do paciente nos processos de cuidados.


Segundo Thaisa, a participação do paciente nos processos de cuidados proporciona diversos benefícios, inclusive para instituições de saúde, como a redução de custos hospitalares. “As evidências apontam que quando o paciente participa dos processos do cuidado assistencial, é possível reduzir o tempo de permanência hospitalar e automaticamente alcançar o menor índice de readmissão, melhor adesão ao tratamento, pois o paciente tem uma compreensão mais efetiva do cuidado e consequentemente, amplia a sua satisfação e a experiência positiva durante o período de internação”, apontou.

Para a mestre em Enfermagem, na prática, o engajamento com o paciente e a família só é possível, quando há clareza do conceito de participação e definição de processos que contemplam os princípios.


Por outro lado, manter uma visão estratégica, investir em capacitações e envolver os profissionais nos processos de trabalho, entre elas, na utilização de ferramentas de comunicação, como a criação do Manual do Usuário é importantíssimo para ampliar o diálogo e a satisfação dos colaboradores e pacientes. Entregue na admissão hospitalar, o Manual do Usuário tem a função de informar o paciente e seu acompanhante sobre a rotina da unidade hospitalar -, – como horário de visitas, boletim médico e troca de acompanhante.


“É vital investir em capacitações, associado ao apoio da alta gestão. É necessário o comprometimento dos gestores com o cuidado centrado no paciente e na família, incorporando com a visão, missão, princípios e estratégias da instituição”, disse.


Na percepção da supervisora da Medicina Hospitalista, Juliana Feiman Sapietein Silva, que atua no Hospital Estadual Roberto Arnizaut Silvares (HRAS), localizado no em São Mateus (ES), o treinamento agregou conhecimento e novas estratégias de aperfeiçoamento na assistência. “A capacitação foi bem prática e construtiva, com assuntos bem atualizados. É possível desenvolver novas ferramentas de trabalho, que vão contribuir para o conforto e bem-estar do paciente durante o tratamento”, afirmou.

Parceria SOBRAMH e ICEPI


O trabalho que a Sociedade Brasileira de Medicina Hospitalar realiza em sete hospitais do Espírito Santo é por meio de assinatura de um termo de cooperação com o Instituto Capixaba de Ensino, Pesquisa e Inovação em Saúde (ICEPI), ligado ao governo capixaba.

A parceria entre a SOBRAMH e o Governo do Espírito Santo tem como objetivo fortalecer a estratégia do governo estadual em mudar o modelo de atenção hospitalar – com foco centrado no usuário do Sistema Único de Saúde (SUS), com assertividade nas atividades de fluxos assistenciais e institucionais.







Notícias
Artigos e Atualidades
Cursos e Treinamentos