top of page

Em Sergipe, os princípios da Medicina Hospitalar foi tema de palestra para acadêmicos e médicos


O médico hospitalista e membro do corpo diretivo da Sociedade Brasileira de Medicina Hospitalar (SOBRAMH), Enilson Moraes falou para médicos e acadêmicos da área da saúde, sobre o crescimento da Medicina Hospitalista e a sua funcionalidade para o aperfeiçoamento da assistência.


A palestra que aconteceu no dia 5 de outubro, foi promovida pela Liga Acadêmica de Clínica Médica (LACM), com apoio do Centro de Apoio à Pesquisa (CEP) da Rede Primavera de Saúde, de Aracaju (SE).


Na apresentação, Enilson destacou, além das características que norteiam a Medicina Hospitalar, como os indicadores permeiam uma assistência de qualidade, por meio das ações da MH, como, o tempo médio de permanência, percentual de alta hospitalar no período da manhã e indicadores de deterioração clínica.


Outro ponto abordado pelo médico hospitalista é atuação integrada da equipe multidisciplinar e os processos essenciais para uma assistência segura e de qualidade: planejamento terapêutico multidisciplinar, comanejo clínico cirúrgico, transição de cuidado e desospitalização como estratégia de cuidado.


“É possível promover uma desospitalização segura e humanizada. No entanto é necessário que a equipe esteja integrada em todas as etapas assistenciais. Além de proporcionar o bem-estar do paciente, a desospitalização se torna uma estratégia, para o uso adequado e eficaz dos recursos e giro dos leitos hospitalares”, destacou Enilson.


A acadêmica de Medicina da Universidade Tiradentes e presidente da LACM, Déborah Esteve Carvalho, destacou o encontro como mais uma opção de aprendizado.


“Estou saindo desse encontro com o olhar diferenciado no que tange o médico hospitalista e o atendimento multiprofissional. Os processos de trabalho da Medicina Hospitalar possibilitam benefícios para todos, além de ser uma oportunidade na redução de riscos assistenciais, tempo de internação, com benefícios para o paciente e sistema de saúde”, afirmou.


Cursando o sexto período de Medicina na Universidade Federal de Sergipe, João Victor Andrade Pimentel comentou que ficou entusiasmado em conhecer e se aprofundar nos processos de trabalhos da Medicina Hospitalar.


“A área da medicina hospitalar é encantadora e fiquei muito feliz de conhecê-la. Pude entender que um hospitalista deve sempre manter um olhar atento nos processos, e ao mesmo tempo, manter sinergismo com a equipe multidisciplinar”, disse o acadêmico.



Comments


Notícias
Artigos e Atualidades
Cursos e Treinamentos
Congressos e Seminários
bottom of page