top of page

Saiba mais sobre home care com o Coordenador do Comitê de Cuidados Paliativos e Terminalidade, Dr. E


A revista “S.O.S Vida: Inovando em Saúde”, realizou entrevista com o Dr. Enilson Vieira Moraes – Coordenador do Comitê de Cuidados Paliativos e Terminalidade da Sociedade Brasileira de Medicina Hospitalar (SOBRAMH), sobre home care.


A expressão home care significa "cuidados em casa". Trata-se, portanto, de uma internação domiciliar, é a continuidade do tratamento hospitalar que passará a ser realizado na residência do paciente.


Tendência mundial, em virtude da longevidade da população e da necessidade de convivência com doenças crônicas, a desospitalização é uma realidade para as instituições de saúde no Brasil, que precisam ter leitos disponíveis para uma demanda crescente. De acordo com o Dr. Enilson Vieira, quando o paciente retorna à sua casa, em muitos casos poderá continuar com necessidade de cuidados, como medicações, curativos e horário de dieta. “Por isso, durante a fase de internação, há a necessidade de treinamento, conscientização e envolvimento da família para que o paciente não seja desassistido em suas novas necessidades quando retornar ao seu domicílio”.


O médico destaca que o plano de desospitalização se inicia no momento da internação, porque todo paciente tem o projeto de ser desospitalizado, mas Dr. Enilson lembra que muitas coisas podem acontecer fora desse planejamento. “Uma vez hospitalizado, a desospitalização se torna uma das metas do cuidado”, assegura o profissional, lembrando que, de uma forma geral, ela se inicia com a previsão de alta pelo médico (assistente) hospitalista, que é repassada à equipe multidisciplinar e depois todos atuam juntos, focados nessa meta.


Sobre o tratamento em Home Care, o Dr. Enilson Vieira lembra que, com o envelhecimento da população e a mudança da visão assistencial do domicílio para os serviços especializados, como os hospitais, houve um aumento da pressão por internamento. “Nesse cenário, o Home Care passou a ser uma estratégia fundamental do cuidado, em alguns casos passando a ser uma extensão do próprio hospital em ambiente domiciliar”.


Fonte: Revista S.O.S Vida: Inovando em Saúde​, Ano 14 | Nº 40 | Abr.Mai.Jun. | 2019


Clique aqui e confira a revista completa!


Notícias
Artigos e Atualidades
Cursos e Treinamentos